Stop and smell the tulips.

Me falaram algumas semanas atrás que eu deveria tomar cuidado, pois estava me tornando uma mãe superprotetora. Pensei muito sobre o assunto – devemos sempre manter a cabeça aberta às críticas – mas ainda não sei se concordo. Uma coisa é certa: não é fácil ouvir criticas, ainda mais sobre o seu desempenho como mãe, agora sei disso.

O fato é que isso me levou a refletir sobre superproteção. Costumo chamar minha pequena de tulipinha amarela. Por ter necessidades especiais, ela precisa realmente de cuidados específicos, ou seja, preciso regá-la um pouquinho a mais para ela crescer saudável e se desenvolver bem dentro do seu potencial. Mas aí que entra a parte traiçoeira: também não posso regá-la demais, pois uma flor que recebe muita água, ao invés de desabrochar, murcha.

Que em 2013 eu continue com energia e alegria para continuar regando minha tulipinha, mas com sabedoria para, de vez em quando, também parar e apreciar o seu perfume.

Anúncios

Batizado da Alice!

Na última semana fiquei meio enlouquecida preparando o batizado da Alice. Tenho mania de querer fazer tudo à mão, pechinchado e personalizado, e para a primeira festinha da pequena não seria diferente. Como tema fiz um desenho dela fantasiada de anjinho, pendurada numa nuvem. Super cute! 🙂 O dia foi bem legal, apesar da correria deu tudo certo e foi bem agradável. Ficamos felizes e emocionados pois o padre da celebração foi o Nandi, o mesmo que nos casou na igreja. Abaixo algumas fotos do dia:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Vencendo a Hipotonia.

Hipotonia é a diminuição do tônus muscular, característica frequente em crianças com síndrome de down. Para fortalecer o tônus e aprimorar os movimentos, aconselham que bebês com SD façam fisioterapia. Tenho notado que nossa pequeninha tem uma hipotonia considerável, então além das orientações da querida Ale da APAE, estamos também fazendo uma consulta semanal aqui em casa, com a super Hildy.

Por enquanto as aulas são mais dirigidas a mim do que à Alice. Nas orientações aprendo por exemplo como carregar a Alice direitinho, para não aumentar mais ainda seus vícios de postura. Aprendo também as melhores posições para brincar com ela, como tirá-la do berço, como trocar sua fralda… Ou seja, estou descobrindo como incluir a “fisioterapia” no nosso dia a dia, transformando-a em algo intuitivo, leve e divertido e não algo desgastante e forçado.

Olha… se ser mãe de primeira viagem já é uma loucura – um turbilhão de novos sentimentos e descobertas – imagina ter que aprender tudo isso também? Devo confessar que as vezes fico meio maluca com tanta coisa pra assimilar em pouco tempo.

O lado positivo é que já tenho percebido o resultado das orientações das duas fisioterapeutas. Ela já consegue sustentar melhor o pescoço, tem ficado com mais força abdominal e está mais ativa. E quando vejo bebê pig mais feliz e com mais qualidade de vida, percebo que todo esse nosso esforço vale a pena.

Algumas fotos da Alice nas aulinhas:

fisio03

Eu fazendo aquilo que sei melhor: ser fofa.

fisio02

Olha mãe, já consigo segurar a cabeça! Yay!

fisio01

Aprendendo a jogar as pernas pra cima, com ajuda da tia Hildy!

Mas nem tudo são flores, hehe:

fisio06

Soninho da beleza em cima da bola de fisioterapia. Nem minha amiguinha Lucila conseguiu me acordar!

fisio05

zZzZz

fisio04

Deu, gente?

3º mês da Alice!

Esta última quinta feira nossa bebê pig completou três meses, iupi!

Novidades boas do mês:

Nesse mês a Alice mamou o dia inteiro no peito pela primeira vez, eba! (antigamente eu tinha que complementar com meu leite na mamadeira, pois ela cansava, ou dormia, ou ambos). De vez em quando ainda tenho que complementar com mamadeira + meu leite, mas tenho precisado cada vez menos. O resultado do esforço: várias roupinhas já não servem mais nela. Nunca pensei que fosse comemorar o fato de uma roupa ficar apertada, hehe 🙂

3omes02

Passeando no Sambaqui. Sacanagem, não me deixaram comer camarão!

Esse mês também teve festa da APAE, com a bebê pig marcando presença como a caçulinha da unidade Floripa. Foi em um hotel fazenda para os alunos e seus familiares. Teve bingo, churrasco, show de mágica, dança, música… Foi uma confraternização muito legal, com bastante diversidade e uma ótima oportunidade para conhecermos os outros colegas dela.

Festinha! U-hu!

Festinha! U-hu!

A pequena fez alguns exames este mês, e tudo ótimo com ela. O US dos quadris apresentou a formação certinha deles, a oftalmo disse que a sua visão está show de bola e o BERA, que é um exame mais detalhado da audição, apontou que ela está escutando muito bem. Devemos acompanhar a evolução da sua audição e visão por toda sua vida, mas por enquanto está tudo ótimo. Só alegria.

3omes01

O bolo da discórdia. Olha ali minha mamãe já querendo atacar!

Teve passeio no Sambaqui, visita dos titios aqui em casa, visita dos avós, dos dindos… Todo mundo querendo dar um cheirinho na bebê pig, cada dia mais fofa 🙂 E, como de costume, teve o bolo do mês! (Apelidado carinhosamente de “O bolo da discórdia” porque eu e meu marido ficamos brigando pelos últimos pedaços).

3omes03

Ai ai, é duro ser gostosa…

E que venham muitos mais meses e muitas mais alegrias.