Fora da casinha

(Texto publicado originalmente no blog Janela com Vista. Confira o belo projeto Outro Olhar, criado pelo Instituto Alana)

Diversas vezes tenho receio de expor algumas opiniões ou compartilhar certas expectativas que tenho para minha filha e para pessoas com síndrome de Down. Às vezes, quando eu divido alguns sonhos que tenho para ela, noto em meu interlocutor uma expressão de espanto – ou pior, pena. Algumas vezes, a pessoa tenta me dissuadir das minhas esperanças, explicando que estou sendo irrealista. Em outras, prefere nem dialogar, no estilo “não discuto com louco”.

Mas ser tida como louca pode não ser assim tão ruim. Aliás, ser um pouco fora da casinha pode ser inclusive necessário. Muitas vezes uma boa dose de falta de noção é o que precisamos para sair da inércia, chutar o conformismo pra longe e sacudir a poeira da nossa realidade atual.

Se hoje posso criar minha filha em casa, comigo, ao invés de tê-la enviada para uma instituição, foi porque uma família “sem noção” enfrentou as regras da época e resolveu criar seu filho com deficiência em casa.

Se hoje minha filha pode estudar em um colégio regular, foi porque uma mãe, diversos anos atrás, foi “louca”, acreditou no potencial de sua filha e – em um ato de coragem e fé – fez sua matricula em uma escola comum.

Se hoje jovens com síndrome de Down estão se formando no ensino superior, trabalhando, casando, foi porque uma família “fora da casinha” um dia pensou: “Ué, e por que não?”.

“Por não saber que era impossível, foi lá e fez”. Vamos todos ser um pouco fora da casinha e mirar em objetivos cada vez maiores? Quando faço isso, não é somente pensando no futuro, brigando pela Alice e por crianças que nem nasceram ainda. Mas é também olhando para trás, uma forma de respeitar e continuar um trabalho iniciado muito antes de mim.

Se para alguns é loucura acreditar em nossas crianças, para mim não há nada mais sensato.

Anúncios

6 comentários sobre “Fora da casinha

  1. Notas sobre uma vida disse:

    Excelente texto!
    O mundo se torna melhor com pessoas/mães/mulheres como você!
    Só podemos alcançar algo que já conseguimos ver, mesmo que seja pela fé. Não deixe nunca de acreditar no potencial das nossas crianças, isso muda tudo.

  2. Murillo disse:

    Nossa, tb fico angustiado quando limitam meu filho, quero que ele tenha todas as oportunidades possíveis, quem deve colocar os limites é ele. A pior frase que já ouvi: “você vai ter um filho para a vida toda”… Poxa tenho Gêmeos e um deles com Down, meus filhos são para a vida toda e os quero independentes e com autonomia da própria vida. aos poucos os esteriótipos vão mudando e vamos viver ouvindo menos frases angustiantes como essa.
    Murillo oliveira
    murillo@meufilhotemdown.com

  3. Maritza disse:

    Bravo! Não devemos criar limitações que nossos filhos ainda não demonstraram ter! Tenho a certeza de que minha Victória tem o direito de sonhar e terá condições de realizar tudo aquilo que realmente quiser! Eu, no meu papel de mãe, a estimularei sempre e oferecerei oportunidade para que ela seja a melhor Victória que puder ser.
    Parabéns pelo seu blog Carol! Muito inspirador! Já o inseri nos meus favoritos!
    Bjs

    Maritza, mãe da encantadora Vic

  4. Ariani disse:

    Se pensar assim é ser louca, eu sou completamente desvairada pois sei q minha filha irá fazer tudo. Pode demorar mais um tempo de q uma criança típica mas estou aqui pra ajuda lá. Tenho plena convicção q Mariana irá estudar , trabalhar , casar terá sua vida normal.

  5. Cleidinara disse:

    Oii Carol,,
    Descobri nessa semana que meu filho tem SD. Estou toda inspirada com o seu blog.. é muito bom saber que tem pessoas como você que tem uma iniciativa tão bacana para mostrar o melhor que nossos pequenos podem fazer.
    Gostaria muito de poder conversar contigo pessoalmente. Será que é possível???
    Entra em contato comigo pelo e-mail por favor.

    Desde já agradeço.
    Bjos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s