IMG_9502

Óculos: Vitória! (Por enquanto, rs)

Na imagem #paracegover: Montagem de diversas fotos. Nelas, mostro um adaptador para os óculos, que fica atrás da orelha. Escrevo na montagem a frase “O fim da saga?”.

Achei que esse dia nunca ia chegar, mas chegou. A Alicinha adaptou-se aos óculos. Tentamos diversos artifícios, gambiarras, combinados, eu já estava quase cogitando lente de contato. No entanto, acredito que com o tempo, ela foi se acostumando com o grau maior e habituou-se em usá-los. Contudo, fica aqui a dica de duas coisas que acredito terem sido fundamentais para essa adaptação.

1: Adaptador para orelha

Eu não sei o nome disso direito. Mas é uma adaptação que vai na haste dos óculos, fazendo com que ele vista melhor, e não escorregue o tempo todo. Os óculos da Alice escorregavam muito, ela se aborrecia e jogava longe. Os elásticos que prendem atrás, por ela ter o nariz bem pequenino, comum na sd (e na nossa família) machucavam. Compramos um modelo de óculos especial, que podia ser todo ajustado, mas o que deu certo mesmo foi usar o modelo antigo com essa adaptação. A gente já tinha tentado vários modelos de elásticos para prender na nuca, todos causavam irritação e alergia nela, além de deixarem a lente muito próxima de seus olhos. Ela lacrimejava, a lente sujava, ela se irritava e tirava. O adaptador para a ponte nasal ate ajudava para os óculos não ficarem tão próximos aos cílios, mas o elástico apertava e ele acabava machucando. O bom do adaptador da orelha é que podemos já regular de maneira que os óculos fiquem numa distância boa dos olhos. E, sem o elástico, ela consegue tirar e colocar os óculos, tendo mais autonomia, o que eu acho fundamental. (De preferência que não seja autonomia para jogar os óculos no lixo, como ela já fez 😂).

O segundo item que colaborou muito nessa vitória: persistência.

Confesso que eu estava indisciplinada e sem ânimo com os óculos da Alice. É tanta coisa para estudar e colocar em prática que eu acabo me enrolando e deixando de lado alguma coisa (ou várias😅). Ela jogava ele longe e eu guardava e tentava de novo só uma hora depois (e olhe lá). Assim que ficamos sabendo que o grau dela estava bem alto, e seria ótimo para o seu desenvolvimento ficar de óculos o maior tempo possível, meu marido vestiu a camisa e assumiu o desafio. Ele leu em algum lugar que a criança precisava de 10 dias para habituar-se com óculos, então ficou duas semanas seguidas fazendo um intensivo. Se ela tirasse os óculos nada de tv, nada de brincadeira, ia para o cantinho do pensamento… Eu ficava morrendo de pena dela, mas achei que não seria muito legal ou produtivo desautorizá-lo.

O que me leva para o item surpresa número 3: apoio. A mãe não consegue dar conta de todas as demandas sozinha. Foi fundamental ter alguém acreditando que ela se adaptaria e batalhando por isso.

Resumindo: vitória por enquanto! Viva!

Eu preciso escrever um post aqui no blog sobre toda a nossa saga com a visão da Alice, mas nunca consigo me organizar para contar tudo. A visão dela infelizmente é algo que eu não consigo estimular tanto quanto deveria, e me sinto culpada por isso. Hoje em dia noto como isso contribuiu para ela demorar a andar. Então fica a dica para as mães dos bebês com sd: de olho na visão, hehe. 😀

Anúncios

7 comentários sobre “Óculos: Vitória! (Por enquanto, rs)

  1. Patricia de souza disse:

    Muito importante suas dicas, sempre.
    A visão de minha filha Iris Rebeca também é delicada Carol,ela nasceu com catarata congênita unilateral e total,enfim nada de visão e a cirurgia para que pudesse reverter esse quadro foi muito tardia, aos oito meses de vida, devido a muitos fatores.Porém apesar de um nistagmo , estrabismo e uma baixa visão,tudo deu certo.Com um aninho óculos e tampão, e muito improviso com adapadores nasal.A falta de equilíbrio pela baixa visão também tardou o andar,só aconteceu aos dois anos. Ela deixa fazer a oclusão na maioria das vezes , mas ultimamente arremessa longe os óculos ou deixa sempre no chão em qualquer lugar do mundo, aí é fogo viu pra encontrar, são vários pré infartos durante o dia e haja coração.
    Parabéns para o maridao
    Bjos

  2. Mônica Xavier disse:

    Vocês estão fazendo um trabalho maravilhoso com a Alice e com todo o mundo que acompanha a sua família pelo blog.
    Só não se sinta culpada, Carol!
    Nunca e nem por nada.
    Você faz o melhor que sabe e o melhor que pode. E isso é muito mais do que o que é necessário.

  3. Rita Figueira disse:

    Eu também tenho uma tendência a me culpar quando não estimulo ao máximo meu João Pedro, mas não devemos! Você é a melhor mãe que a Alice pode ter.

  4. Yara Lima Griffo disse:

    Olá, bom dia! Gosto muito do seu blog sempre que posso dou uma olhada… Parabéns!! Gostaria de deixar minha experiência com óculos.. Meu filho começou a usar com 3 anos, compramos um de armação comum, porém, na ponta tem um adaptador de silicone que fica atrás da orelha. Ele se adaptou super bem. Na época ninguém conhecia adaptador para esse de silicone. Mais um vez obrigada por suas informações!

  5. Aline Farina disse:

    Olá Carol. Tenho esse mesmo problema com a minha filha. Você sabe se eu encontro esse adaptador de orelha na internet? Bjs.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s