Série nova no canal!

🗣 Série nova no canal! Que alegria 😍 passei o último mês me dedicando a ela, para trazer um material bem legal e edificante pra vocês. O link para conhecer o primeiro vídeo da série está aqui.

Há tanto tempo tenho vontade de produzir essa série nova! 🤓 O Antônio nem era nascido ainda, para vocês terem ideia! 😱 A ideia da música é do meu cunhado Robson, ele cantava e tocava para a Alicinha quando ela era bebê e eu adorava! 🧡 Já naquela época pedi para ele gravar pois queria transformar em vídeo, e somente agora que consegui tirar o projeto do papel.😅

Essa série será focada em estimular a criança a produzir sons! Muito se fala sobre ensinar palavras, ou frases curtas, ou frases complexas… mas muitas famílias dariam tudo para conquistas como a produção de um simples som! 💕 Um “pá”, um “lá”… e é pensando nessas famílias que dariam tudo para ouvir a voz de seus pequenos que bolei essa série com muito carinho. Além disso, mesmo para aquelas crianças que já falam palavras ou frases curtas, é uma série muito positiva para treinar fonemas alvo e automatizar a produção correta deles através da repetição!

A ideia original da música, no entanto, é a mais legal, na minha opinião. Meu cunhado fazia a base da música no violão e esperava a Alice produzir algum som. E bom base naquele som que nós cantávamos a próxima estrofe. É muito maneiro pra incentivar a própria criança a produzir sons e ter autonomia e autoestima de ser protagonista daquele momento. Vou tentar explicar melhor essa dinâmica nos stories, e como possibilitar para vocês isso em casa. Estou em processo de convencer meu cunhado a fazer um vídeo comigo explicando (é bicho do mato igual a mim).😂

A ideia inicial era fazer somente um vídeo, mas eu fui ficando animada com a possibilidade de fonemas e ficando frustrada em ter que escolher somente algumas para um vídeo. Foi quando tive a ideia:
E se esse vídeo virasse uma série? 😍 Assim podemos explorar varios sons/fonemas/sílabas, contemplando assim vários fonemas alvo das mais variadas crianças!

Estou tão animada com essa série nova que até acabou o espaço para escrever aqui, rs.

Espero que gostem! 🥰

Viva!!!

🥰 Já comemorei no instagram, mas achei legal deixar registrado aqui no feed também: o canal do nossa vida com Alice chegou a 100 mil inscritos no YouTube! Quem me acompanha há mais tempo sabe como eu vinha torcendo por esse momento, que acaba sendo um símbolo de toda minha dedicação ao canal todos esses anos, e também da confiança de vocês de caminharem comigo. Obrigada a todos que me incentivam, que me apoiam, que criticam, que dão sugestões, que fazem stories e me marcam… sou muitíssimo grata por toda essa troca e por poder usar minha formação como designer em algo que eu acredito profundamente. Agora, meus consagrados, é rumo ao um milhão, não tem? 😂
.
#paracegover frame do último vídeo que eu coloquei no ar, onde aparece minha boca sorrindo, com batom vermelho.

7 anos de wiwi :)

Quem é a consagradinha que está fazendo S E T E anos hoje? 🙀 Isso mesmo, a nossa estimadinha WIWI! Que alegria imensa ser mãe dessa queridona, que honra ter sido escolhida para caminhar nessa vida ao lado dela. Há sete anos somos mais felizes, mais conscientes, mais cansados, hehehe 🤪 obrigada a todos que acompanham a NVCA e torcem pela gente 💕 que primeiro setênio especial que tivemos! Que nosso novo ciclo seja igualmente incrível e transformador ✨👩🏽👧🏽✨ .
#paracegover foto da alice no shopping. Ela está sorrindo e malemolente pois sabe que irá ganhar um sorvete em breve. Usa óculos vermelhos, chiquinhas e um casaco florido, que provavelmente está descombinando com a calça.

Projeto JESN

Projeto ✨ JESN ✨ (Juntos e shallow now kkk) continua firme e forte, rs. Continuam ainda arrumando confusão 90% do tempo, mas já protagonizam momentos de harmonia e cumplicidade como este da foto. (Mas e quem disse que confusão também não é parceria, não é mesmo? Aquelas que já começa a divagar no meio do post 🤪). Na medida em que os dois estão crescendo e amadurecendo, estão ficando também mais amiguinhos, e eu fico tão feliz 😊 finalmente entendo minha mãe quando ficava faceira quando eu e minha irmã tínhamos uma convivência civilizada, rs. Inclusive hoje já adultas eu e minha irmã somos bem amigas! 🥰 #nenémaravilhosa
.
#paracegover foto de Antônio e Alice pintando com pincel e água um daqueles livrinhos maravilhosos de tinta mágica. Estão concentrados e civilizados na mesa da sala que já virou ha muito tempo a bancada deles. Durou pouco mais de cinco minutos a harmonia, mas já to achando sucesso demais.

Oi Oi Oi

Estou tão tão tão feliz em finalmente colocar esse vídeo no ar! Vocês não tem noção da alegria imensa que é para mim usar minha vocação para a produção de conteúdos edificantes para tantas crianças! Me dediquei tanto nesse projeto! Teve música refeita 2x, teve sofrência na gravação nos vocais, teve incontáveis horas de planejamento e brainstorm, pensando em fazer algo muito especial para vocês! Nesse video trago uma novidade, graças aos apoiadores do canal, que são videos reais de crianças! Com o apoio consegui usar a verba para investir nisso, e estou doida para saber o feedback de vocês, se foi algo que agregou na experiência das crianças! O link para assistir está  abaixo, espero sinceramente que curtam, foi feito com muuuuito carinho!

#paracegover: Desenho da Alice e do Antônio sorrindo, eles estão dando oi com as mãos. Está escrito “música nova: oi e tchau”. Eles estão em um cenário também ilustrado que lembra um parque.

A liberdade de apenas SER

Hoje é dia internacional da síndrome de Down. E que alegria que é ver minha timeline cheia de fotos lindas e de histórias inspiradoras. Que emoção ver jovens e adultos com SD indo pra faculdade, conquistando empregos de destaque, sendo músicos de sucesso! Mas também orgulho por TODAS as histórias, pois sei que o valor de uma vida e a sua relevância é muito mais do que conseguir tirar uma carteira de motorista ou casar e ter uma vida plenamente independente. Que neste dia saibamos que a pressão para provarmos algo para a sociedade, para quebrarmos esteriótipos, é algo que deva ser uma natural e genuína escolha pessoal, e não algo que sentimos que somos obrigados a fazer para provarmos nosso valor enquanto família, para reafirmar a relevância de nossos filhos. Para uns a vitória emocionante será um filho dirigindo um carro. Para outros, um filho conseguindo falar a palavra carro. Para uns a vitória será o filho ganhando uma medalha nas olimpíadas. Para outros, o filho ganhando alta da UTI.

Meu pedido para este dia, é que possamos viver nossa vida tranquilamente, descobrindo aos poucos o potencial dos nossos filhos, sem precisar provar nada para ninguém, e que isso seja suficiente.

Um tempo atrás eu escrevi que minha filha é muito mais que a soma de seus cromossomos. E, no dia internacional da síndrome de down, peço que entendam que o valor da vida dos nossos filhos é infinitamente maior que a soma de suas conquistas.

#paracegover foto da Alice apoiada em um sofá bege. Ela está dando um sorriso engraçadinho.

Texto: @carolrivello(@nossavidacomalice)

R de Repense

R de Repense
R de Reflita
R de Respeito
.
Olha o tanto de palavra maravilhosa que inicia com R por aí, prontinhas para serem usadas e abusadas? Então pra que continuar usando uma palavra R que ofende profundamente um grupo de pessoas? Mesmo que não tenha sido sua intenção, ao usar o termo “retardado”, você está marginalizando pessoas pertencentes a uma minoria, e entristecendo seus familiares e amigos. Usar termos que não são legais, todos nós usamos, ninguém é perfeito. Nosso pedido jamais será para nunca ninguém usar uma palavra ofensiva, pois sabemos que é uma missão fadada ao fracasso, estamos sempre aprendendo, evoluindo e descobrindo novas maneiras de sermos inclusivos, inclusive na nossa fala. Nosso maior pedido é para sermos OUVIDOS, de verdade, quando apresentamos nossas demandas. Que ao invés de “puxa mas não quis dizer isso”, ouçamos mais “nossa, muito obrigada por me falar isso”. Por menos “idas ao dicionário” para ver se de fato foi ofensivo ou não, mais idas à consciência, ao coração, mais reflexão.
.
Este é um desabafo e desafio coletivo dos perfis
@21motivosparasorrir@nossavidacomalice, e @mae_deverdade.
Texto: @carolrivello(@nossavidacomalice) .

#paracegover uma selfie minha tapando minha própria boca. Estou séria e o fundo é preto. Nas fotos ao lado, Ingrid e Gabi em fotos similares.

Alice no Apoia.se :)

Um ano atrás meu amigo e ex-colega de faculdade Victor Americo encontrou meus videos no YouTube, e veio conversar comigo inbox, sugerindo que eu abrisse uma campanha no Apoia.se para cobrir os custos do canal e também investir no crescimento dele. A querida Joyce Renzi completou o incentivo, pegando no meu pé praticamente semanalmente para eu me desfazer de crenças limitantes, e entender que posso sim fazer um trabalho gratificante, que ajude muitas famílias e também ser remunerada por isso. O resultado é este vídeo abaixo, desta que vos escreve vencendo sua timidez e finalmente criando a campanha no Apoia.se.  Obrigada a todos os amigos e conhecidos que sempre me incentivaram! (inclusive o video está já desatualizado, já estamos caminhando para 40 mil inscritos!)

Transcrição do audio:

Oi! Eu sou a Carol, e eu sou designer gráfica e mãe da Alice (que nasceu com síndrome de Down) e do Antônio, e sou criadora do Nossa Vida com Alice, que consiste em uma página no facebook, no Instagram, um blog e um canal no YouTube. Quando o meu filho mais novo nasceu, eu comecei a liberar a televisão aqui em casa. Mas eu tinha muitas ressalvas com estes desenhos: eu os achava rápidos demais, com fontes inapropriadas, as imagens não eram bem selecionadas… Muitas informações eram trabalhadas no mesmo video as músicas eram muito rápidas, muitas vezes sequer traduzidas adequadamente do inglês.

Então eu pensei, porque eu mesma não crio as músicas pra minha filha? Com elementos do mundo dela, que ela se identifica? Abordando um tema por vez, com repetição e melodia simples? Eu não sabia animar nem compor músicas direito, mas fui me virando e aprendendo. Eu já sabia que ela gostava de ver minha boca com batom falando as palavras, mas como tinha muita vergonha de aparecer nos videos, acabei deixando aparecer só minha boca, o que virou a marca do canal. Pra minha surpresa outras famílias foram curtindo os videos, e a coisa começou a tomar uma proporção que eu nunca imaginaria! Em cinco anos do canal, já temos mais de 36 mil inscritos, mais de 200 videos, Tem video no meu canal com mais de 800 mil views! E o público cada vez fica mais amplo, pois as possibilidades dos vídeos são diversas, então me assistem crianças com síndrome de down, surdez, autismo, apraxia, crianças neurotípicas…Mas tenho múltiplos gastos com o canal: aplicativos que compro, de programas, compra de imagens, de equipamentos, como uma boa câmera, uma boa lente, luz, microfone, etc… Então tive a ideia de criar esse espaço, para as pessoas que curtem meu trabalho, e querem vê-lo não somente continuar, como prosperar, a me ajudarem a manter esse projeto que de fato é minha paixão.

Estou entrando então na plataforma de financiamento coletivo continuado (uma colaboração mensal que você pode suspender a qualquer momento) chamada apoia.se, e ela funciona assim: você seleciona o valor que é possível para você, e em retorno tem recompensas pensadas com muito carinho, que eu explico na página do meu projeto. Com valores a partir de dois reais você já pode fazer parte da minha comunidade de apoiadores. Para quem não puder ajudar financeiramente, mas curte meu trabalho, que tal divulgá-lo para outra pessoa? Ou para outras cinco pessoas? Isso também me deixará muito feliz!

Então convido vocês a conhecer os valores de apoio mensal e recompensas da campanha e desde já agradeço todo o carinho.

O link para apoio você encontra aqui.

Traz o superbonder

Adoro quebrar a cara com essa gatinha! 🙃 Esse domingo um casal querido de amigos nos chamaram para passear de barco e a dupla Thomas e o Toni logo amou e comprou a ideia. Fiquei ansiosa em como a Alicinha iria reagir, pois ela tem questões de integração sensorial vestibular (ela reage de forma exagerada – tem muita insegurança – a situações que tiram seu equilíbrio e estabilidade, acho que nunca fiz um post no blog especificamente sobre isso). Pois bem, imaginem como ela ficaria numa lancha? ❤️ Meu coração ficou apertado, mas decidi dar uma chance e ver como seria. E adivinhem: ELA AMOU. Não só amou como tirou de letra. Não só tirou de letra como era a pessoa mais animada da lancha, kkkk. Foi o trajeto todo falando “woooohoooo!”, curtindo pra caramba o passeio. 👧🏽🤙🏾🌊 Que a vida ainda traga muitas situações onde você me surpreenda assim positivamente, gatinha! Traz o superbonder que se é pra quebrar a cara assim, faço questão de quebrar sempre, em mil pedacinhos. 🙌🏾

.

#paracegover sequência de fotos da Alicinha sorrindo e se divertindo na lancha. Faz sol, o céu está azul. Ela está de blusa rosa, chapéu de palha e óculos lilás, e colete salva vidas.

Sobre a visão da Alicinha (update rápido)

🤓 E ontem foi dia de visitar o querido titio Enro, nosso optometrista, em conjunto com a querida titia Marta. 👀 (Instituto Thea) Quem acompanha os nossos stories deve ter notado que a Alicinha estava usando seus óculos antigos. 👁 A danada deu fim na lente dos óculos vermelhos, revirei a casa toda e não achei. 👧🏽 Então, como iríamos fazer uma lente nova, eles consideraram apropriado fazer uma nova avaliação para fazer ajustes caso fosse necessário. E de fato alteramos algumas coisinhas, agora além da hipermetropia, o óculos também terá grau para astigmatismo. 👉🏽 Para quem não sabe, Alicinha tem hipermetropia, estrabismo, astigmatismo e ambliopia. Um coquetelzinho de diagnósticos hehehe. Mas como o Enro falou, todas estas questões são comuns em decorrência do grau dela de hipermetropia. 👓 Ela usará 5 graus nos óculos apesar do seu grau de fato ser um pouco maior. Obrigada pela atenção mais uma vez Enro e Marta! Que alegria eu sinto quando encontro profissionais dedicados e vocacionados assim! 🙏🏽

.

#paracegover fotos da Alicinha sendo avaliada no optometrista. Ela está sentada em uma cadeira preta, usando blusa branca e calça cinza. Está sorrindo e feliz, cantando junto com otio Enro.